Livre Power, Lda.

Outubro 29 2010

Quando se quer inventar ou melhorar algo, acaba sempre por se ensaiar e testar algumas hipóteses. Fazem-se protótipos e realizam-se experiências. Aparentemente algumas resultam infrutíferas.

Como se aprende sempre alguma coisa com o que se faz, na verdade dão-se passos em frente. Aprende-se com os erros, melhoram-se os processos e reinventam-se os sonhos.

Quando, por exemplo, se faz um protótipo de um equipamento, pretende-se na fase de testes, avaliar as performances, verificar os pontos fortes e fracos, realizar estudos com vista a aperfeiçoar o modelo, avaliar custos de produção, etc.

Se tencionamos construir um aerogerador, é normal que queiramos fazer pequenos modelos, mais fáceis e menos dispendiosos do que o produto final. Muitas vezes, o facto de testarmos um modelo em miniatura pode levar-nos a abandonar ou a alterar a ideia inicial ou a seguir por outro caminho.

Estes modelos podem ser feitos de materiais económicos, que estão ao alcance de qualquer pessoa, bens que à primeira vista não servem para nada, alguns até podem ser considerados lixo, mas com os quais podemos aprender.

Fiz vários estudos, experiências e pequenos modelos com produtos que extraí de equipamentos em fim de vida útil: TVs, computadores, impressoras, skates, trotinetas, varinhas mágicas, aspiradores, máquinas de lavar, viaturas, etc.

Quando se tem pouco dinheiro mas se compensa isso com a imaginação, podem-se fazer maravilhas. Há crianças pobres que fazem brinquedos maravilhosos a partir da reciclagem de lixo. Para os que acreditam no poder da imaginação criativa aqui fica um vídeo sobre um dos vários modelos que fiz. Façam o favor de serem criativos e divirtam-se.

Arménio Carreira às 19:43

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



www.aerogeradores.pt
Visite o Toplist Energia Eólica